quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Catalepsia




Meu coração está de férias.
Férias retroativas.
Ele e eu resolvemos deixar o Amor em paz,
dormindo profunda e mansamente
ao lado de seus companheiros inseparáveis:
o Ciúme, a Posse e a Mágoa.

Assim eles não me tiram o sono,
nem meu tempo,
minha sanidade...
E deixam meus pensamentos livres
Livres para o ócio criativo.

Relações leves têm sua beleza.
E suas vantagens.
Fico com elas por tempo indeterminado.

12 comentários:

Lorraine disse...

Meu coração não consegue isso... a criatividade só vem qdo ele está repleto de amor... rsrs... To cada vez mais surpresa com seu talento e feliz por este ócio criativo...

Fê Probst disse...

Tenho medo das relações leves, das puras e somente curtidas. Nos deixamos levar e quando damos contas, estamos mais fisgados e viciados neste, do que se pode imaginar.

Edgar Sollers disse...

O Cíume, a Posse e a Mágoa, companheiros inseparáveis do Amor. Bem observado. Sobre relações casuais, estas estão sempre disponíveis com suas facilidades infindáveis. Lá estamos nós, preparados para encontros casuais, festas casuais, para o sexo casual. Mas nunca estamos preparados para um Amor Casual. Às vezes ele aparece e nos pega de surpresa. E o que era leveza, se torna peso. Mas o peso do Amor é mais nobre que o peso do Vazio.

Edgar Sollers disse...

Nunca é autobiográfico, rs, mas nunca deixa de sê-lo. Já dizia Clarice Lispector: "Escrever é um modo de não mentir o sentimento"

luizg. disse...

concordo.

vivo momento igual.

mas o mais importante é a certeza de que, ainda que indeterminado, o tempo é finito!

FINA FLOR disse...

É, Jô, às vezes umas férias dessas caem bem :o)

beijos e bom fim de semana,

MM.

ps: te achei pela blogosfera, amigos em comum :o)

Cadinho RoCo disse...

Se tem tempo pra luz, há de ter tempo pra sombra também.
http://cadinhoroo.sabrisweb.com

B. disse...

É... talvez até algum amor maluco ou paixão avassaladora te fazer cair nas relações pesadas.
Não tem pra onde correr.

Cris... disse...

Oi Jô, te encontrei através do blog da Lorraine, li alguns dos teus posts, e confesso gostei demais, mas teve um que me deixou curiosa, curiosa(coisa que eu não sou...uahuahauah), a do sinal, aquele diálogo teve continuação? rs! Xereta eu, não? (rs). Quanto às relações leves, sei lá, acho que todas começam assim... Um beijo!

Camila disse...

Oi, Jô! Ahh menina, 3 coisas:

1. amei seu blog. quero te add. pode?
2. esse texto, parece feito pra mim. posso usar com os devidos créditos a sua pessoa? neste caso, q nome usar? Jô de que?
3. beijo na palma da mão.

Mila disse...

Meu coração tá descansando há alguns meses.
Muito agito, muita confusão, sabe?
Resolvi colocá-lo para dormir um pouquinho.
Só cultivo agora as amizades e o amor pelos amigos e família. Só não sei até quando... rs

Farejando Qualidade disse...

Oi Jô
Para os que acreditam em Deus, vc pode ser um anjo dele,
para os que não acreditam em nada, vc é o Talento
para os que ficam entre Deus e a dúvida, vc é a expressão clara daqueles que tem coração..
lindo trabalho,lindo Talento querida
bjinho