sexta-feira, 21 de março de 2008

Errante

- Estive pensando no quanto eu sou pretensiosa em achar que mereço um homem como você.
- Que bobagem. Se estou aqui é porque acho que você me merece.
- Isso porque você desconhece a minha história. Os detalhes dela.
- Eu sei do seu passado e isso incomoda muito mais a você do que a mim.
- Eu sou uma errante...
- Você foi. Foi uma errante, não é mais.
- Passei por braços que nem lembro. Sou incapaz de saber precisamente com quantos homens fui pra cama. Isso não te maltrata?
- Não. Só me faz sentir mais especial.
- Explique.
- Ora, você teve tantos homens e parou em mim. Como não me lisonjear?
- E quem disse que eu parei?
- A sua alma confidenciou à minha num dos meus sonhos.

16 comentários:

Morganna disse...

uma doçura num começo de noite. :*

Juliana Caribé disse...

Que bonito...

Beijos.

Bel Gasparotto disse...

Uhm, como gostaria de crer dessa forma nos meus sonhos, na minha intuição... De ter certezas como essa...

Bj!

Luca disse...

Não sei se há um chinelo para cada pé, mas sei que em algum braço podemos confidenciar mais intimamente.

Beijoooooooo

Cabraforte disse...

Cabulosa, perversa!!!

Safada, excentrica e ninfa!

Queria OUvir isso pessoalmente de uma Mulher de verdade, que assume suas vontades e a sua verdade!


Prazer!


Fernando Cabral

luizg. disse...

meu velho pai, certa feita, me disse:

"é uma bobagem querer ser o primeiro homem de uma mulher. especial mesmo é ser o último!"

textos sempre fortes, mas, ouso pensar, sua alma está menos inquieta?

Camilinha disse...

quem ama tem dessas coisas: eu mereço, tu mereces, ele merece, será que merecemos um ao outro?
passei por isso recentemente e, apesar de não ser tão errante, tenho meus pés calejados desta estrada dura e quente. e se parei, algum dia, em algum lugar é porque valeu a pena... de alguma forma mereceu...

beijos daqui...

Gabriele Fidalgo disse...

Eu gosto do jeito como você fala sobre os pecados e as 'imperfeições' das pessoas.

Adorei esse também.

Ah, e obrigada pelo comentário, desejando melhoras ao meu avô.

Beijos.

nj.marabuto disse...

.."escrever um tratado entre os sexos"? que legitimidade eu teria para escrever sobre o que na minha vida parece num dar certo nem fudendo... troco a autoria de um best seller por um grande amor, que não acabe.

beijos

(obrigado pela visita ao meu antigo blog... o último tem mais postagens: http://njmarabuto.blogspot.com/)

SAMANTHA ABREU disse...

romântico pacas...
tomara que ainda existam homens assim..
amores assim...
vidas assim...
almas que se conversam em sonhos...
essas coisas.

Um beijO!

FINA FLOR disse...

é, tem coisas que a gente simplesmente sabe!

beijos e boa semana, querida

MM.

Cacá BH disse...

ah... que love....
acho que essa história se parece um pouco com a minha....
abraços!!!!

Fê Probst disse...

Já tive conversas parecidas com essa.
Sábio este homem;

Gabriela. disse...

Isso é verdade.
Tem coisas que a língua tenta esconder.

Mas a alma se encarrega sempre de mostrar!

Cinema da Vida disse...

Isso é fácil de ser sentido. Perfeito!
Verdades que valem mais para nós do que para o outro.

Lúcia disse...

Coisa bonita, Jô...

E por que não parar um pouco?
Por que não se dar uma chance?

Beijos com saudade!