segunda-feira, 17 de março de 2008

Constatação


- Quanto mais eu conheço os homens, mais gosto de ser mulher - e hetero. Posso comê-los com ou sem acompanhamentos, mas sem talheres, com certeza.

19 comentários:

Bel Gasparotto disse...

A imagem é demais!!!! Sua constatação também, concordo plenamente!

SAMANTHA ABREU disse...

ai, que delícia!
esse é um dos meus favoritos.
rs.



ps: o pior é que, agora, elas estão no blogspot. Resolvi deixar todo mundo na mesma casa.
hahahahahaa
Um beijO!

F. S. Júnior disse...

no fim, nós homens é que somos devorados, de fato...

Ni ... disse...

Constatação perfeitinha moça... rs

Saudadona enorme de ti...

Beijooooo

Fê Probst disse...

Jô tá com sede de carne.

Juliana disse...

Hahaha

Adoro.

Juliana Caribé disse...

Não há jeito melhor!

Beijos.

luizg. disse...

obrigado pela visita e pelo comentário. fico feliz que tenha gostado...hehehe

minha fonte de ins-piração é http://www.camaracom.com.br/laerte.php

vale a conferida...

outra cousa... vc vai simplesmente amar o ines na minha alma... sei que tens predileção por mulheres fortes...

beijos, saudades dos papos edificantes...

Gabriele Fidalgo disse...

Hey,
quanto tempo que não venho aqui.

Eu adoro reflexões fortes e sinceras. Essa sua é uma das mais verdadeiras. E, putz, a foto é maravilhosa.

beijos.

Camilinha disse...

concordadíssimo...rs

beijos daqui...

Cabraforte disse...

Mulher Fatal sempre sabe como machucar os homens e sair linda e de nariz impinado pra tudo o que possa lhe acontecer!

Adoro mulher fatal, principalmetne as qeu adoram chorar depois de uma grande noite de puro sexo!


bj

Camila disse...

Pra quê talheres se podemos usar e ousar do corpo deles?! De corpo para corpo é bem melhor.

Luca disse...

Eles são bons mesmo!
hihihi

Ai, ai...

Menina, as minhas lentes tiveram que ser trocadas. Na verdade, a utilidade e urgência delas se dava em função de um problema na minha córnea esquerda. Agooora, descobriu-se o mesmo erro na córnea direita, para o qual o médico não havia se atentado. Voltei aos óculos e estou no aguardo do novo terrorimo. eheheh

Beijoooooooooooooo

Mila disse...

É bom não enfiar talheres na história mesmo. Tirando a colher (que eu vejo com uma senhorinha inofensiva), o garfo e a faca são meio perigosos se eles resolverem se revoltar de repente. rsrs
E, sim! Quem come somos nós!

Beijo

nj.marabuto disse...

esse negócio de "sexo frágil" é a maior falácia da história. desde os primórdios somos manipulados tão facilmente¹ que dá vergonha a qualquer homem emancipado. criamos institutos sociais, morais e legais para torná-las dependentes, vulneráveis, para domesticá-las ― essa reiterada atitude, em si, é a maior prova da disparidade imanente, essencial, entre os gêneros. por fim, ainda nos fizeram acreditar que a sensibilidade masculina é necessária e bem-vista hoje... ou seja, além de nos privarem daquelas tais prerrogativas agora nos fazem beber o fel da debilidade que nos reduz ao nada. até na virilidade essa fragilidade está latente, senão manifesta.

beijos! bom conhecer teu canto.

___
¹ pra fundamentar com um texto laico, é só pegar o "discourso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens" de J.-J. Rousseau. =)

Lúcia disse...

Está aí uma coisa que dispensa completamente os talheres ou aparelhos de jantar...!
Com ou sem acompanhamento, não existe prato melhor!

Saudades moça!
Beijos

Ane Talita disse...

Sem talheres é muito bommm!

;)

beijo, queridaaaa

saudades de passar aqui no seu cantinho com mais frequencia..

Critical Watcher disse...

Que é isso, Jô?
O que seria de vocês, mulheres, sem nós? (Risos!)

Beijooo!

Cinema da Vida disse...

Amei! Assino embaixo enquanto houver espaço.
Estou adorando isso aqui! rs