sábado, 22 de dezembro de 2007

Dos Diálogos Memoráveis VII*



- Por que nos separamos?
- Porque você me pedia em casamento uma vez por semana.
- Muitas mulheres adorariam isso.
- Mas eu não sou uma delas.
- É, és uma das mais complicadas.
- Pode ser.
- Talvez seja isso que a torna tão fascinante.
- Às vezes não sei se você gosta mesmo de mim ou se isso é teimosia.
- Eu ainda lembro do teu cheiro.
- Você é um predador, não sabe lidar com o fato de ter deixado uma presa escapar.
- Teus olhos brilhando... teu suspiro... você dormindo é a visão mais linda que eu tenho na memória.
- Você é um vaidoso... feri seu orgulho quando o abandonei.
- Você feriu mortalmente a minha alma quando me deixou. Mas a porta já tinha se fechado quando eu soltei o choro mais desesperado da minha vida. E você não estava lá pra ouvi-lo. E talvez não ouvisse mesmo que estivesse.

* Baseado em um diálogo, apenas um diálogo...

14 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

apenas um diálogo, mas não tão somente um diálogo!
;D

muito bom, queridaaa!

um beijo

SAMANTHA ABREU disse...

Jô!
feliz Natal,
um 2008 repleto!

que sua estrelinha brilhe muito!
beijoooo!

Mila disse...

Uma mulher resistir ao casamento deve ser o que mais magoa um homem.
Devem esperar que um "SIM! EU QUERO! EU QUERO!" sigam o pedido, mas nem sempre o "sim" é a melhor resposta ou o caminho certo.
Paciência, né...
rs
Adorei esse diálogo!

Beijos
E Boas Festas pra vc!
Te desejo um 2008 cheio de boas histórias de amor, de amizade ou, simplesmente, bons diálogos!

Lucia disse...

Ah, relacionamentos...
Por que é que todos, sem exceções, têm que ser assim tão complicados?
São, enfim, jogos em que no fim cada um quer passar por vencedor.
Mas não deveria ser este um jogo que se joga JUNTO...?

Passando pra desejar boas festas a quem é de festa, bom feriado a quem quer descansar, e que venha 2008 cheio de promessas que se realizem!

Beijos!

Gabriele Fidalgo disse...

Eu acho esses diálogos muito inspiradores!!
Eles até me deixam um pouco curiosa também.


Feliz Natal, Jô. =]

E muitas muitas coisas boas em 2008
Beijos

Vinícius disse...

.

esses diálogos tocam, viu...
rai ai rs...

Feliz Natal, forte abraço

.

Camila disse...

UAU. Mandou bem, like always.

Que vc tenha muitas "noites felizes" em 2008, e a inspiração continue intensa e feroz.

Beijo, querida!

Eduardo Trindade disse...

Uma palavra, hoje, para tua arte: instigante.
Instigante, instigante, instigante.
E artista, arteira, a autora.

Luca disse...

Eu não acredito que tenha sido apenas um diálogo.

Aline 茶 disse...

até parece que diálogo é apenas diálogo, como se palavras fossem só palavras.

Mas que esse diálogo é bom é!

!!
*

Lari Nakao disse...

Não sei explicar o motivo, mas achei esse diálogo tão lindo, verdadeiro, real. Belo fragmento! Boas festas!

Fláh disse...

Apenas um diálogo...

Me senti uma pessoa extremamente complicada agora. (?)

Aproveito e lhe desejo um Feliz ano novo. :)

F. S. Júnior disse...

estas nuances do amor ou do gostar do outro são interessantes... no fim das contas amor é um pouco de orgulho ferido... paixão é teimosia e vaidade... não há como escapar... né? rs

Zaira Brilhante disse...

Nao me imagino casando, apesar de me imaginar (raramente, diga-se de passagem) casada... entrei de cabeca numa sindrome de peter pan a qual eu criticava ferozmente ha uns 5 anos atras... mas foi td culpa do bichinho viajante que me mordeu... botei na cabeca que tenho ainda mtos dialogos inspirados pra viver antes do silencio de uma "relacao estavel"... te mais Jo!!! e otimo ano novo pra vc!!!