sábado, 17 de outubro de 2009

- Feche a porta quando sair.
- Mas eu volto já.
- Não importa.
- ...
- Não gosto de portas entreabertas. Quando voltar, bata. Eu decido se ainda quero que entre.

6 comentários:

Luca disse...

E não tem quem diga q essa frase não saiu da boca de uma mulher...

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Olá ,JÔ!

Não é que o tema é o mesmo e o pensamento também?Somos irmãs pensantes,claro que eu como irmã mais velha posso aconselhar:não tranque a porta com a chave...nunca se sabe!!!

Um beijo,querida!

Sonia Regina.

Johny Farias disse...

'Eu decido'

Louvado seja o feminino.

Bjs querida.

voltei...

Érica disse...

A porta é minha, e o coração também. Só entra que eu quero, e quando eu quero. Adorei esse pequeno diálogo, tão decidido.
Beijos moça.

Vanessa Raiol disse...

Concordo, foi uma mulher quem falou a frase. Só uma mulher pode ser cruel assim.

Telma Monteiro disse...

Amei esse mínimo diálogo!